O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 03h07

Para não botar azeitona na empada da emissora do Bispo Macedo - a Record é, como se sabe, dona dos direitos exclusivos de transmissão da Olimpíada 2012 na TV aberta brasileira -, o telejornalismo da Globo segue ignorando solenemente em seus noticiários o início iminente do maior evento esportivo do planeta.

Pelo que informou o âncora Renato Machado diretamente do Reino Unido no Bom Dia Brasil de ontem, não está acontecendo nada de extraordinário em Londres além de uns dias seguidos de sol.

William Bonner no Jornal Nacional e William Waack no Jornal da Globo também não estão sabendo de nada que mereça a atenção deles na terra do príncipe William e de William Shakespeare.

Os Jogos Olímpicos ganharam na Vênus Platinada status de promoção da concorrência. Thiago Leifert e Alex Escobar, coitados, fingem todos os dias desconhecer o assunto na apresentação do Globo Esporte. É constrangedor!

Claro que não vão poder esconder a presidente Dilma na festa de abertura ou, depois, os atletas brasileiros no alto do pódio, mas, de resto, a TV Globo não está nem aí para o que levou 23,8 mil jornalistas de todo planeta ao verão londrino.

Vai ver foram atrás da boca-livre do COI, né não? Ô, raça!

Eu, heim!

Por que diabos Mano Menezes optou por treino secreto às vésperas da estreia da seleção em busca do tão sonhado ouro olímpico? O adversário é o Egito, caramba!

Rapidinha

Chamada de emergência ao refúgio de Usain Bolt para dar um jeito numa súbita rigidez de tendão em membro inferior do velocista jamaicano, a massagista que o atendeu em Birmingham, a 160 km de Londres, garante: "Ele está mais rápido do que nunca!"

Humor inglês

Comenta-se no Hyde Park que o príncipe Charles teria oferecido Camilla Parker-Bowles para acender a pira olímpica.

Propondo-se, inclusive, a assinar documento isentando o COI de responsabilidade por qualquer acidente no mecanismo de combustão da coisa.

Bico

Já tem brasileiro cobrando taxa para guardar lugar de turistas na fila da roda gigante London Eye, à beira do Tâmisa.

Só da ele!

Paul McCartney está virando uma espécie de arroz de festa no Reino Unido! Depois de animar o jubileu da Rainha Elisabeth II, o ex-Beatle será a cereja do bolo na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. Nem o Elton John é tão exibido!

Ganhar é irritante

A julgar pela tranquilidade que

Bernardinho transparecia na chegada a Londres, as últimas derrotas do

vôlei masculino brasileiro

fizeram bem aos nervos do técnico. A seleção precisa de vez em quando perder uns joguinhos para acalmá-lo.

A tendência, agora, é ele

voltar a se irritar à medida que o time for avançando na competição!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.