Flu afunda cada vez mais: 0 a 0 e a lanterna

Time empata com o Barueri, que teve dois expulsos, e está a 6 pontos do primeiro que se salva

, O Estadao de S.Paulo

24 de agosto de 2009 | 00h00

A situação do Fluminense no Campeonato Brasileiro é cada vez mais delicada. E a ameaça de queda para a Série B fica cada dia mais evidente. Ontem, o time estreou uniforme novo, mas o futebol foi o mesmo de sempre no empate por 0 a 0 com o Barueri, num vazio Maracanã. Com a igualdade, a agonia tricolor só aumentou. O time soma míseros 16 pontos, está na lanterna da competição e já tem seis a menos que o Coritiba, o primeiro a escapar da degola.Com o novo tropeço, a pressão sobre a equipe começa a se estender ao técnico Renato Gaúcho. Em dez partidas no comando do time, conseguiu apenas um triunfo e, ainda assim, diante do Sport, outro sério candidato ao rebaixamento.A fase do Fluminense é tão crítica que, mesmo com dois jogadores a mais - os zagueiros Diego e André Luiz foram expulsos na fase final -, pouco chegava à frente com o trio ofensivo Roni, Maicon e Kieza.Não fosse o egoísmo de Thiago Humberto, aos 43 do primeiro tempo, a situação do Flu seria ainda pior. O meia chegou na cara do goleiro Rafael, com o artilheiro Val Baiano a seu lado. Optou por tentar o gol e falhou.Ruim no início, vergonhoso no fim. A segunda etapa começou com a dupla do Barueri novamente desperdiçando gols. Thiago Humberto errou duas vezes e Val Baiano, outra. O Fluminense melhorou com a expulsão de Diego, aos 27. Chegou até a acertar a trave. Depois, parou, produziu pouco e provou não ser o último colocado à toa.GRÊMIO X ATLÉTICO-MGNo Estádio Olímpico, o Grêmio confirmou sua fama de grande anfitrião. Recebeu o Atlético-MG e não tomou conhecimento do rival, goleando por 4 a 1, gols de Réver, Perea, Souza e Jonas. Evandro fez o de honra dos mineiros, que lutavam para voltar ao G-4 e caíram para sexto. Os gaúchos estão em nono, com 31 pontos, e voltaram a sonhar.AVAÍ X FLAMENGOO novo integrante do G-4 é o surpreendente Avaí. O time bateu o Flamengo, em Florianópolis, por 3 a 0 (Luís Ricardo, Léo Gago e Fabinho Capixaba) e é o 4º.CRUZEIRO X NÁUTICOCom três gols de Wellington Paulista e um de Fabrício, o Cruzeiro passou pelo Náutico por 4 a 2 (Gilmar e Carlinhos Bala descontaram).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.