Flu tem gol anulado no fim e líder Atlético escapa da derrota

Fred marca aos 43, mas arbitragem erra ao dar impedimento; sorte dos mineiros, que somaram mais 1 importante ponto

LEONARDO MAIA / RIO, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2012 | 03h06

Em seu retorno ao Engenhão após deixar o Flamengo, Ronaldinho Gaúcho esperava levar o líder Atlético-MG a ampliar sua vantagem no topo da tabela do Brasileiro. Mas com o empate do Vasco, no sábado, os mineiros devem se dar por satisfeitos com o 0 a 0 com o Fluminense, ontem à tarde, que os mantém dois pontos à frente de vascaínos e seis adiante dos tricolores (32, 30 e 26, respectivamente).

Na casa de um adversário direto na luta pelo título, em uma partida muito equilibrada, a igualdade foi um bom resultado para os visitantes, mesmo que não tenham conseguido igualar recorde histórico do clube com oito vitórias consecutivas na competição. Ainda mais a se considerar um erro da arbitragem nos minutos finais do jogo - anulou um lance legítimo de Fred que resultaria em gol.

"Se ganha, a gente está no bolo lá em cima. A semana inteira trabalhando para acontecer isso aí. É brincadeira", reclamou Fred. "Fora de casa não podemos deixar de comemorar esse ponto, que nos mantém à frente do Vasco e do Flu", comentou o goleiro atleticano Victor.

Apesar da vontade de vencer, tricolores e atleticanos criaram poucas chances de gol, principalmente no primeiro tempo, Para piorar, o árbitro paulista Rodrigo Braghetto marcava faltas em muitas disputas normais de bola. Na segunda etapa, porém, a bola fluiu mais e os times até criaram oportunidades. O lance capital do duelo veio aos 43. Deco lançou Fred em posição legal. O artilheiro esperou a definição de Victor e rolou para o gol. Mas o árbitro acabou atendendo a marcação equivocada de impedimento do auxiliar Vicente Romano.

No Canindé, a Portuguesa bateu o Náutico de virada por 3 a 1, quebrou um jejum de sete jogos sem ganhar e deixou a zona de rebaixamento. Já o time pernambucano soma três jogos sem vitórias. Os gols foram de Moisés, Ananias e Diego Viana para a Lusa e de Kieza para o Náutico.

No Recife, o Sport também empatou por 0 a 0 com o Atlético-GO e aumentou seu jejum de triunfos para quatro partidas. Já os goianos deixaram a lanterna para o Figueirense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.