Fluminense cai no Uruguai e fica com chances remotas

Apesar de dominar boa parte do jogo, equipe carioca toma 2 a 0 do Nacional e depende de combinação para seguir

Sílvio Barsetti, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2011 | 00h00

Diante de mais de 50 mil pessoas, o Fluminense não resistiu ao Nacional, em Montevidéu. Perdeu o jogo por 2 a 0, ontem à noite, no Estádio Nacional, e ficou em situação crítica no Grupo 3 da Taça Libertadores. É o último colocado, agora com possibilidades muito remotas de conseguir a classificação para as oitavas de final da competição.

Quem assistiu ao primeiro tempo, imaginou que o Fluminense conseguiria a vitória naturalmente. O time foi soberano em campo nos 45 minutos iniciais e não deu espaços para o Nacional. Parecia que a equipe carioca era a dona da casa. Dominava o meio de campo, neutralizava todas as jogadas e o ataque do adversário e criava algumas chances de gol.

Logo no início da partida, Fred ajeitou a bola e deu um passe na medida para Souza. O meia ficou na frente do goleiro Muñoz, mas falhou na finalização. Depois, foi a vez de o atacante Emerson receber lançamento e ter de dividir com o goleiro uruguaio, que levou a melhor no lance. O Fluminense sabia se impor e chegou a silenciar a torcida do Nacional.

Gols, surpresa, derrota. O gol, porém, não saiu. Veio o intervalo, os jogadores do Fluminense foram para o vestiário confiantes. Contavam com outra grande atuação no segundo tempo. Acabaram surpreendidos aos 5 minutos, num cruzamento de Cabrera que Garcia, em impedimento, aproveitou a falha de marcação de Edinho e, de cabeça, encobriu Ricardo Berna.

Tudo mudou a partir da vantagem do Nacional. Os cariocas se desorganizaram completamente e o técnico Enderson Moreira ainda tentou reajustar a equipe trocando Souza por Deco. A mudança não surtiu efeito.

Aos 22 minutos, Gallardo deixou Garcia em condições de marcar e o atacante do Nacional superou mais uma vez Ricardo Berna. Com os 2 a 0, a equipe do Uruguai só administrou a partida até o final.

Na última rodada do grupo, o Flu vai enfrentar o Argentino Juniors fora de casa. Precisa vencer e ainda torcer por resultado paralelo no jogo entre Nacional e América para se classificar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.