Fluminense e Botafogo largam com vitória

Tricolor faz 2 a 0 no Cardoso Moreira, mesmo placar do triunfo alvinegro sobre o Resende

Rio, O Estadao de S.Paulo

19 de janeiro de 2008 | 00h00

Fluminense e Botafogo estrearam ontem com vitória no Campeonato Carioca. O Tricolor bateu o Cardoso Moreira por 2 a 0, no Maracanã, mesmo placar do triunfo do Alvinegro sobre outra equipe que pela primeira vez participa da competição, o Resende, no Engenhão.A partida do Maracanã não foi empolgante e nem o Fluminense deu o espetáculo que sua torcida esperava (24.811 pessoas pagaram ingresso, com renda de R$ 469.239,00). Mas a vitória por 2 a 0 no jogo que abriu o campeonato deixou os torcedores satisfeitos. Gol, só na segunda etapa, ambos marcados em chutes com o pé esquerdo. O primeiro foi de Thiago Neves, aos 23 minutos, e o segundo de Cícero, aos 37.O Botafogo também teve um bom começo. Apesar de ainda um pouco desorganizado, superou o frágil e retrancado Resende na base da empolgação. Os gols também saíram na etapa final, marcados por Zé Carlos, aos 8 minutos, e por Wellington Paulista, aos 14. O público foi igualmente bom para um jogo de estréia: 12.525 pagantes, com renda de R$ 228.987,00.Hoje, o torcedor do Flamengo que for ao Maracanã na esperança de ver o novo time rubro-negro, na partida contra o Boavista, às 16 horas, deve ter cautela. Jônatas, Gavilán, Kléberson, Diego Tardelli e demais contratados não deverão jogar. Em parte por problemas de documentação, em parte por decisão de Joel Santana, que quer repetir a equipe que terminou o ano passado como titular. Mas o pior é que integrantes daquele time também ficarão de fora. O goleiro Bruno não teve seu contrato registrado por atraso na documentação e está fora. Diego vai substitui-lo. Já o meia Renato Augusto sentiu dores musculares no último coletivo e sua presença é dúvida. Se não for liberado, Obina formará a dupla de ataque com Souza. "Treinamos durante duas semanas (de pré-temporada) a mesma formação da equipe e com os problemas de regularização (de documentação) tivemos que testar uma nova formação", lamentou Joel. Nenhum especialista coloca o Vasco entre os favoritos para o Campeonato Carioca, no qual estréia hoje, às 18h10, contra o Madureira, em São Januário. O time contratou muito, mas gastou pouco e trouxe desconhecidos ou desacreditados, como o meia Beto, "peixe" do técnico-jogador Romário. Não se deve pensar, porém, que não há pressão na Colina. O Vasco não ganha um Estadual desde 2003 e a edição deste ano é prioridade absoluta. Com a ausência de Romário, suspenso por doping, as esperanças cruzmaltinas repousam em dois jovens: Alan Kardec, de 19 anos, e o "menino dos olhos" Alex Teixeira, de apenas 18, vindo das divisões de base e que recentemente assinou contrato com o clube com multa rescisória de R$ 100 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.