Paulo Vítor/AE - 17/11/2010
Paulo Vítor/AE - 17/11/2010

Fluminense encara o Libertad e seus problemas internos

Após a eliminação para o Flamengo no Carioca, picuinhas entre atletas renomados vieram à tona e abalam clima no clube

LEONARDO MAIA, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2011 | 00h00

RIO - Depois da brava classificação para as oitavas da Libertadores, era de se esperar um Fluminense embalado, com o astral nas alturas para enfrentar o Libertad, do Paraguai, nesta quinta-feira, às 21h50, no Engenhão. Mas o clima está longe de ser dos melhores. Mais do que a eliminação do Carioca, que tirou um pouco do gás tricolor mas não afetou tanto assim os jogadores, estão a minar o elenco picuinhas e insatisfações de alguns atletas. Emerson, por exemplo, foi afastado do elenco, tornando o ambiente ainda mais azedo.

Além do atacante problemático, quem não está à disposição para o confronto desta quinta é Souza, sequer relacionado para o jogo desta noite. O meia reclama da atual condição de reserva, aliada à perda do pênalti na semifinal da Taça Rio contra o Flamengo, quando pediu para não bater e foi intimado por Fred a cumprir seu papel.

"O Libertad vai fazer marcação mais recuada e por isso resolvemos optar por jogadores que tenham característica de infiltração e velocidade, como Rodriguinho, Willians, Araújo, Tartá", justificou o técnico Enderson Moreira. Ele disse que o afastamento de Souza foi questão tática e não disciplinar. "Não estou satisfeito com meu atual momento, mas vou trabalhar dobrado para recuperar uma vaga no time", disse Souza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.