Fluminense encara o Nova Iguaçu pela Taça Rio e tenta evitar lesões

Depois de confirmar sua vaga na quarta fase da Copa do Brasil ao vencer o Criciúma, por 3 a 2, na quarta-feira, o Fluminense volta a Mesquita para enfrentar o Nova Iguaçu, pela segunda rodada da Taça Rio, neste domingo, a partir das 16 horas, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita.

Estadao Conteudo

19 de março de 2017 | 09h06


A Taça Rio é o segundo turno do Campeonato Carioca. O primeiro, denominado Taça Guanabara, foi conquistado pelo próprio Fluminense, o que lhe valeu uma vaga nas semifinais. Na semana passada, os dois rivais ganharam. Enquanto o Fluminense fez 2 a 0 em cima do Boavista, o Nova Iguaçu ganhou por 2 a 1 do Bangu.


O técnico Abel Braga, como de costume, não confirmou a escalação, mas deve manter o rodízio feito nos últimos jogos. O objetivo é superar a maratona de jogos pelo Carioca, Copa do Brasil e Primeira Liga.


"Não quero estourar nenhum jogador, porque nós precisamos de todos para suportar estas competições. Então sempre a comissão técnica avalia a condição de cada atleta antes de eu poder escalá-lo" explicou Abel. E ele completou dizendo que a receita para superar esta maratona é "pensar jogo a jogo".


Um dos cotados para ser preservado, desta vez, é o volante Douglas, que acusou dores musculares na coxa direita. O jovem Wendel, oriundo das categorias de base, pode receber uma oportunidade. O atacante Richarlison está suspenso com três cartões amarelos e ganha uma folga forçada.


No Nova Iguaçu, o técnico Edson Souza ainda não conta com o zagueiro Raphael Azevedo, com um estiramento na coxa. Mas o restante do time está à disposição. Portanto, é provável que o treinador repita a escalação que bateu o Bangu na última rodada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.