Foi um passeio para Maurren

Campeã olímpica do salto em distância leva o ouro no GP do Rio em ritmo de treino e depois prestigia Ronaldo

Daniele Carvalho, RIO, O Estadao de S.Paulo

18 de maio de 2009 | 00h00

A atual campeã olímpica de salto em distância, Maurren Maggi, voltou a subir no pódio ontem. E sem muito suor. A atleta, em ritmo de treino, ganhou com facilidade o ouro no GP de Atletismo do Rio, realizado no Estádio João Havelange, o Engenhão. Com a marca de 6,85 metros no terceiro salto, nem precisou fazer sua quarta tentativa para ficar com o 1º lugar. Depois, à tarde, voltou ao Engenhão para prestigiar o ídolo Ronaldo. Assistiu ao jogo entre Botafogo e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. "Demorei um pouco a entrar na prova. Numa prova de quatro saltos, eu deveria ter ido melhor", avaliou a atleta. "Para hoje foi bom, mas para o Mundial de Berlim (em agosto) preciso superar a marca de 7 metros." Ao receber a confirmação da vitória, a comemoração de Maurren começou com um rápido samba no pé em frente à plateia, se estendeu com um longo abraço na filha Sophia e terminou em uma emocionada volta olímpica pelo estádio abraçada na bandeira do Brasil. Para ultrapassar com mais facilidade a marca, Maurren disse que tem treinado forte e que fará no GP de Atletismo de Belém, no domingo, mais um aquecimento. Antes do Mundial, o campeonato que mais importa para ela - e será realizado em agosto na capital alemã -, a saltadora disputará o Meeting de Hengelo, na Holanda, retornando ao Brasil para o Troféu Brasil de Atletismo, em junho. "Tenho treinado muito. No Mundial, 7 metros será pouco." Maurren estreou na temporada de 2009 no Super Grand Prix do Catar, em Doha, realizado no início do mês. Na ocasião, a brasileira ficou em terceiro lugar. A campeã foi a norte-americana Brittnei Reese, que ontem teve de se contentar com o bronze, após saltar apenas 6,70 metros. "Tudo saiu do jeito que eu esperava aqui no Rio, com a americana lá atrás. Não tem pra ninguém", comemorou. O segundo lugar no pódio do salto em distância feminino também foi verde-amarelo. Repetindo a dobradinha do Pan de 2007, a pernambucana Keila Costa conquistou a medalha de prata com um salto de 6,78 metros. "Estava esperando saltar 6,72, mas consegui 6,78, o que me deixa mais confortável para chegar ao Mundial na Alemanha e brigar por uma medalha", afirmou a atleta, também muito aplaudida no Engenhão. RECORDEO brasileiro Kleberson Davide conquistou o ouro nos 800 m e quebrou o recorde do campeonato, com 1m44s97. OS VENCEDORESFEMININO Salto em distânciaMaurren Higa Maggi (Brasil) 400 m com barreiraJosanne Lucas (Trin. & Tobago) Salto com varaKelsie Hendry (Canadá) Lançamento do disco Nicoleta Grasu (Romênia) 100 metrosRachelle Boone-Smith (EUA) Arremesso do pesoNatallia Mikhnevich (Bulgária) Lançamento do dardoOsleidys Menendez (Cuba) 400 metrosAliann Pompey (Guiana) 200 metrosRachelle Boone-Smith (EUA)MASCULINO 100 metros Michael Rodgers (EUA) 200 metrosMichael Rodgers (EUA) Salto em distânciaIbrahim Camejo (Cuba) 400 m com barreiraCamargo Suguimati (Brasil) 3.000 m com obstáculosRoba Gary (Etiópia) 800 metros Kleberson Davide (Brasil) Salto triploArnie David Girat (Cuba) 110 m com barreiraRyan Wilson (EUA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.