Fora do álbum da Olimpíada, Isaquias reclama: 'Absurdo total'

Candidato a três medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio, Isaquias Queiroz pode ser o primeiro brasileiro a ir ao pódio mais de duas vezes numa mesma edição olímpica. Mesmo assim, ele não foi incluído nos 374 cromos do álbum de figurinhas do Rio-2016, lançado na quarta-feira pela Panini e pelo Comitê Organizador.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

26 de maio de 2016 | 18h31

Pelo Facebook, o baiano da canoagem velocidade mostrou todo seu descontentamento com a decisão, lembrando que ele e Ana Marcela Cunha, que também ficou fora do álbum, foram escolhidos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) como os melhores atletas olímpicos do País no ano passado.

"Muito louvável a homenagem da editora Panini aos atletas e ex-atletas olímpicos. Mas, esquecer os dois melhores atletas do ano de 2015, futuros candidatos a medalhas nos Jogos do Rio 2016? Tamanha gafe! Um absurdo! E agora? Irão lançar o álbum assim mesmo? Pelo visto sim. Esse é o Brasil", escreveu.

Em meio da diversas hashtags, Isaquias escreveu "álbum incompleto", "esqueceram de mim", "o que será que aconteceu?" e "retratação já". A Panini tem como política não comentar as decisões editorias dos seus álbuns de figurinhas, que sempre provocam polêmica pela ausência ou presença de atletas.

Tudo o que sabemos sobre:
FacebookAna Marcela CunhaCOBBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.