Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Foreman insiste em voltar ao boxe

O boxe mundial vive um momento agitado, com situações completamente diferentes de três ídolos da modalidade. Lennox Lewis anunciou o fim da carreira há menos de uma semana. Mike Tyson está falido e tentando sobreviver promovendo uma luta que mescla de karatê, kickboxing, kung fu e taekwon-dô. Mas grande novidade é que George Foreman, aos 55 anos, anunciou a volta oficial aos ringues.Nesta quinta-feira, o veterano pugilista deu uma entrevista coletiva contando que sua aposentadoria, anunciada em 1997, terminou. E que está pronto para voltar a competir. A última luta de Foreman foi uma derrota diante de Shannon Briggs, em Atlantic City.?Posso dizer que estou pronto para voltar a lutar. Tenho um plano para fazê-lo de forma positiva e com objetivos concretos?, disse Foreman, que também fez a promoção de uma grife de roupas para homens grandes. ?Esta será a melhor maneira de mostrar que idade não tem a ver quando você quer seguir fazendo coisas positivas em todos os aspectos de sua vida.?O ex-pugilista, aliás, não parece estar voltando ao boxe por necessidade financeira, ao contrário de Tyson, que já teve falência declarada e estaria com apenas US$ 5 mil em sua conta bancária. Foreman é ótimo marqueteiro: em novembro passado, esteve no Brasil como garoto-propaganda de uma marca de grelhas elétricas. Além disso, é comentarista de televisão. Especula-se que sua fortuna chegue a US$ 150 milhões. De qualquer forma, Foreman admite que lutar com novos pugilistas como Corrie Sanders ou os irmãos Vitali e Vladimir Klitschko não será fácil ? entre outras coisa porque ele já conquistava o ouro olímpico na Cidade do México/68, contra Joe Frazier, enquanto esses atletas ainda nasciam.Ele nega que sua volta seria por dinheiro. Foreman diz que parte do que conseguir arrecadar seria para a construção de uma nova ala pediátrica no Centro de Câncer do Hospital MD Anderson de Houston, no Texas, onde nasceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.