GIlvan de Souza/Flamengo
GIlvan de Souza/Flamengo

Flamengo perde pênalti e jogo diante do Fortaleza no Maracanã e torcida vaia time e insulta técnico

Torcida rubro-negra não perdoa novo tropeço no Brasileirão, cobra antes mesmo do apito final e xinga o português Paulo Sousa

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2022 | 19h03

A primeira vitória do Fortaleza no Brasileirão veio diante de mais de 60 mil flamenguistas no Maracanã, neste domingo. Eficiente em aproveitar erros cometidos pelo Flamengo ao longo da partida, válida pela nona rodada, o time comandado por Juan Vojvoda venceu por 2 a 1, com gols marcados por Robson, no primeiro tempo, e Hércules, nos acréscimos da etapa final. Éverton Ribeiro balançou a rede pelo lado rubro-negro, bastante vaiado ao fim da partida.

O resultado deixa os tricolores com cinco pontos, ainda na lanterna, já que as rodadas anteriores foram muito ruins, mas o triunfo dá mais tranquilidade aos torcedores, que já estavam perdendo a paciência após a derrota no clássico contra o Ceará. Já a torcida flamenguista fica cada vez mais impaciente, agora lamentando os 12 pontos somados dos 27 disputados.

O Flamengo não fez um bom primeiro tempo. Assim como em outras partidas da temporada, mostrou fragilidade no setor defensivo e sofreu com alguns erros individuais, responsáveis por gerar riscos desnecessários. No ataque, também não teve grande rendimento, fora em alguns lances esporádicos protagonizados por Éverton Ribeiro.

O Fortaleza soube aproveitar a falta de sintonia da defesa flamenguista e criou boas oportunidades desde o início, como uma bola na trave após chute de Robson e uma finalização perigosa de Romarinho. Até que, aos 27 minutos, um dos erros rubro-negros custou caro. Willian Arão tentou tocar a bola para trás, após dominar mal no corredor central, e entregou a bola para Jussa, que avançou e soltou para Robson, dentro da área, tocar por cima de Hugo Souza.

O cenário desanimou a torcida presente no Maracanã, que teve um momento de alívio no instante final antes do intervalo, quando Éverton Ribeiro chutou no canto de Marcelo Boeck e empatou.

O primeiro tempo ruim foi salvo pelo meia, mas os primeiros minutos da etapa final reservaram mais frustrações aos flamenguistas. Com apenas três minutos de bola rolando, Pedro sofreu um pênalti cometido por Benevenutto e assumiu a responsabilidade de bater. Na cobrança, contudo, acertou a trave.

O Flamengo teve uma leve melhora com a entrada Vitinho no lugar de Gomes, alteração que deu mais poder ofensivo ao time. De qualquer forma, a maior responsabilidade continuava com o sobrecarregado Éverton. Diante da situação, a equipe da casa foi incapaz de dominar, de fato, o adversário. Para piorar, ainda viu Hércules marcar o gol da vitória tricolor em um lance iniciado com um erro de passe de Filipe Luís.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 X 2 FORTALEZA

FLAMENGO - Hugo Souza; Matheuzinho, Pablo (David Luiz), Rodrigo Caio e Ayrton Lucas (Filipe Luís), Gomes (Vitinho), Willian Arão (Thiago Maia) e Andreas Pereira; Everton Ribeiro (Lázaro), Pedro e Bruno Henrique. Técnico: Paulo Sousa.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Landázuri, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu; Matheus Jussa (Lucas Crispim), José Welisson, Ronald (Hércules) e Juninho Capixaba; Romarinho (Moisés) e Robson (Silvio Romero). Técnico: Juan Vojvoda.

GOLS - Robson, aos 28, e Éverton Ribeiro, aos 49 minutos do primeiro tempo. Hércules, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS: Pablo, David Luiz e Bruno Henrique (Flamengo); Ronald, Juninho Capixaba, Landázuri e Robson (Fortaleza).

RENDA - R$ 2.484.322,50

PÚBLICO - 63.975 total (59.294 pagante)

LOCAL - Maracanã, no Rio de Janeiro. Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.