Radu Sigheti/Reuters
Radu Sigheti/Reuters

França bate Dinamarca e é tetracampeã mundial de handebol

Favoritos, franceses levam empate nos segundos finais, mas vencem por 37 a 35 na prorrogação

JOÃO COSCELLI - estadão.com.br

30 de janeiro de 2011 | 16h20

A França sagrou-se tetracampeã mundial de handebol neste domingo ao bater a Dinamarca por 37 a 35. Com a vitória, os franceses garantem vaga nas Olimpíadas de Londres-2012 e não precisarão disputar as difíceis eliminatórias europeias.

 

Ambas as equipes chegaram à final do Mundial invictas. A Dinamarca havia vencido todos os seus nove jogos anteriores, enquanto a França venceu oito e só empatou com a Espanha na primeira fase de grupos. Os franceses, porém, eram considerados os favoritos, já que chegaram à competição ostentando os títulos Olímpico, Mundial e Europeu.

 

Apesar do favoritismo, os franceses foram surpreendidos pelos ataques consistentes da Dinamarca, liderados pelo armador Hansen. A defesa francesa conseguiu barrar as investidas dinamarquesas no início e abriu uma pequena vantagem, que manteve até o final do primeiro tempo. A França foi para o intervalo vencendo por 15 a 12.

 

A vantagem oscilou entre três e um gol durante toda a primeira metade da segunda etapa. A Dinamarca, porém, impôs um ritmo mais acelerado e conseguiu chegar ao empate aos 48 minutos. Os minutos restantes foram eletrizantes, com a França não conseguindo ampliar a vantagem. No último lance da partida, faltando apenas cinco segundo para o fim, Spellerberg conseguiu igualar o marcador em 31 a 31 e levou o jogo para a prorrogação.

 

E foi no tempo extra que a Dinamarca passou à frente pela primeira vez, ficando com um gol de vantagem. Momentos depois, porém, a França voltou a tomar a dianteira e graças a erros de passe dos adversários ampliou a vantagem para três gols. Os dinamarqueses tentaram reagir, mas era tarde demais e os franceses fecharam o placar em 37 a 35.

 

Hansen fio o artilheiro da partida, com 12 gols. Pela França, o armador Karabatic - eleito o melhor jogador do Mundial - foi o maior anotador, com dez gols. A França ainda teve dois jogadores na seleção do torneio - o pivô Gille e o goleiro Omeyer.

 

A França já havia vencido o Mundial em 1995, 2001 e 2009. A Espanha ficou com o bronze ao vencer a anfitriã Suécia por 23 a 24. O Brasil foi o 21º colocado entre 24 equipes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.