MARTIN BUREAU / AFP
MARTIN BUREAU / AFP

França surpreende EUA e fatura ouro no 4x100m livre

Equipe de Michael Phelps e Ryan Lochte não é páreo para quarteto francês e fica com a prata

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 17h49

A equipe da França surpreendeu os Estados Unidos, de Michael Phelps e Ryan Lochte, neste domingo e faturou o título olímpico no revezamento 4x100 metros livre, com o tempo de 3min09s93. A medalha de bronze ficou com a Rússia, que desbancou a favorita Austrália, dona da melhor marca nas eliminatórias.

Os franceses buscaram a medalha de ouro nos metros finais da prova, com uma reação espetacular de Yannick Agnel - Amaury Leveaux, Fabien Gilot e Clement Lefert completaram a equipe. Último a cair na piscina pela França, Agnel alcançou e superou Lochte nos 50 metros finais e garantiu o título.

Campeões olímpicos em Pequim, os Estados Unidos lideraram a prova desde o início, mas não resistiram ao ritmo de Bernard no fim. A equipe americana registrou 3min10s38, com uma vitória parcial de Phelps sobre o australiano James Magnussen, considerado o grande favorito à medalha de ouro nos 100 metros livre. Nathan Adrian e Cullen Jones também representaram o revezamento americano.

Apesar da perda do ouro nos metros finais, Phelps pôde comemorar sua primeira medalha olímpica em Londres. Ele batera na trave nos 400 metros medley, que teve Lochte como campeão e o brasileiro Thiago Pereira com a prata, em sua primeira prova nesta edição dos Jogos, no sábado.

Com a prata no revezamento, Phelps se aproximou do recorde de medalhas olímpicas da ginasta russa Larissa Latynina. O americano já soma 17 (as outras 16 foram conquistadas em Atenas/2004 e Pequim/2008), contra 18 da atleta da Rússia, já aposentada.

Antes de faturar sua segunda medalha em Londres, Lochte garantiu vaga na final dos 200 metros livre, com o quinto tempo das semifinais: 1min46s31. O mais rápido foi o chinês Sun Yang, com 1min45s61. Ele também deixou para trás o alemão Paul Biedermann, recordista mundial da prova (1min42s00), que marcou 1min46s10.

Nas semifinais dos 100 metros costas, os mais rápidos foram o americano Matthew Grevers (52s66), o francês Camille Lacourt (53s03) e o britânico Liam Tancock (53s25). No feminino, a americana Missy Franklin, grande promessa desta edição dos Jogos, foi a segunda mais rápida, com 59s12. Ela só foi superada pela australiana Emily Seebohm, com 58s39.

Ainda no feminino, nos 100 metros peito, Ruta Meilutyte, da Lituânia, se saiu melhor nas semifinais, com o tempo de 1min05s21. A americana Rebecca Soni foi a segunda mais rápida, com 1min05s98, seguida da russa Iuliia Efimova - 1min06s57.

A prova contou com um desempate entre a canadense Tera Van Beilen e a jamaicana Alia Atkinson. As duas registraram o mesmo tempo, de 1min07s48, nas semifinais. Por conta da igualdade, as duas caíram sozinhas na piscina para decidir a última vaga na final. Atkinson, com 1min06s79, levou a melhor sobre a canadense, que não passou do 1min07s73.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.