Célio Messias/Divulgação
Célio Messias/Divulgação

Franca tenta manter reação e levar final do NBB ao 5.º jogo

Após vitória no jogo 3, time paulista diminui para 2 a 1 a vantagem brasiliense e busca empatar série

, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

BRASÍLIA - Foi no sufoco que o Vivo/Franca evitou a festa do Uniceub/Brasília no Pedrocão, domingo à noite. A equipe paulista precisou da prorrogação para vencer por 93 a 92 e forçar o jogo 4 da série final do NBB. Nesta terça-feira, às 21 horas, os times voltam a se enfrentar e os brasilienses têm a chance de celebrar o bicampeonato diante de sua torcida.

Assim como ocorreu no primeiro jogo dos playoffs, a expectativa é de um Nilson Nelson lotado. No duelo realizado quinta-feira passada, 18 mil pessoas se espremeram no ginásio e viram o time da casa impor uma derrota surpreendente aos francanos. Dono da melhor campanha do campeonato, o rival perdeu por uma diferença de 20 pontos (92 a 72).

As armas de Brasília para não permitir a realização do 5.º jogo são o armador Nezinho, o ala Alex Garcia e o ala-pivô Guilherme Giovannoni. Juntos, eles marcaram mais de 60% dos pontos do time do técnico José Carlos Vidal nos três duelos.

Preocupado com o crescimento de Franca, Guilherme insiste na manutenção do jogo de Brasília. "Temos que entrar em quadra pensando em fazer o nosso jogo, sem esquecer os cuidados defensivos, para brecar as principais ações do nosso adversário", afirmou. Vítor Benite e Helinho foram os destaques de Franca no jogo 3.

Na TV. Se Franca conseguir o empate nesta terça, a série volta para o interior paulista e terá outra novidade: o jogo 5, marcado para as 10 horas do sábado, no Ginásio Pedrocão, será transmitido pela TV Globo.

Uma partida entre clubes de basquete não é televisionada em TV aberta há 14 anos. A última foi em 1997, entre Franca e Polti/COC, válido pelo Nacional Masculino.

Neste ano, a emissora, que é parceira da Liga Nacional, mostrou o Jogo das Estrelas do NBB, disputado em janeiro no mesmo Pedrocão.

A atual edição do NBB marca, também, a última disputa com final em cinco jogos. No próximo ano, a final será em jogo único e já tem até data marcada: 10 de junho de 2012.

A decisão, segundo a própria Liga, privilegia o lado financeiro e não o técnico. Para garantir a presença na TV aberta, a fórmula de disputa também foi modificada. Os finalistas sairão de um quadrangular.

Veja também:

linkLanterna este ano, Assis anuncia suspensão do time

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.