Francês bate recorde dos 100 m

Alain Bernard melhora em 24 centésimos marca estabelecida pelo holandês Pieter van den Hoogenband em 2000

Eindhoven, O Estadao de S.Paulo

22 de março de 2008 | 00h00

O que era para ser uma provável despedida de sonho em casa para o nadador Pieter van den Hoogenband virou pesadelo. Além de ter ficado fora da prova na qual é especialista, os 100 m livre, no Campeonato Europeu de Natação, em Eindhoven, Holanda, ele viu o francês Alain Bernard, de 24 anos, bater seu recorde mundial nas semifinais, com 47s60. Hoogie, que alegou não ter entrado na piscina ontem por causa de infecção intestinal, havia estabelecido a marca anterior, de 47s84, na Olimpíada de Sydney, em 2000."Não achei que seria tão rápido, ainda que soubesse que estava fazendo algo grande. Quando vi que havia batido o recorde, tremi. Tive de confirmar com meus próprios olhos", afirmou Bernard após ter obtido o tempo na piscina que é considerada a casa de Hoogenband. "Para mim, foi especial estabelecer esta marca na Holanda", complementou o nadador , que entrou no seleto grupo de atletas que percorreram os 100 metros, estilo livre, em menos de 48 segundos. Além do holandês, só o sueco Stefan Nystrand havia conseguido tal feito.Para o francês, foi uma reabilitação e tanto. Em 2004, o nadador teve de lutar contra uma toxoplasmose e uma mononucleose. No Mundial de Melbourne, no ano passado, era cotado para lutar por medalhas, mas errou feio. Relaxou demais nas semifinais dos 100 m livre e ficou fora da disputa do título por centésimos de segundo. Três meses depois, no Campeonato Francês, Bernard, que tem um tubarão tatuado na virilha, se recuperou, baixando em 23 centésimos o recorde nacional de Fréderick Bousquet nos 50 metros. "Durante muito tempo tinha medo de ganhar. Até 2006 só havia brilhado no revezamento 4 x 50 m livre dos Europeus de piscina curta", disse seu técnico, Denis Auguin. Mas, aparentemente, o problema foi superado. "Ele não tem limites!", declarou, espantado, o técnico da equipe francesa, Claude Fauquet, referindo-se a seus recentes progressos.O recorde de Bernard não foi o único em Eindhoven. A espanhola Mireira Belmonte estabeleceu nova marca continental nos 200 metros medley - 2min11s16. A russa Anastasia Zueva baixou a o recorde dos 100 metros costa - 59s41.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.