Francês de 20 anos surpreende no triplo com recorde mundial

A disputa do salto triplo em Doha estava repleta de atletas credenciados por bons resultados. Mas foi um jovem saltador quem fez história.

, O Estadao de S.Paulo

15 de março de 2010 | 00h00

Na última rodada de saltos, Teddy Tamgho acabou com as esperanças do cubano Yoandris Betanzos, até então líder da prova com 17,69 m. O francês foi para a derradeira tentativa sem ligar para a pressão e alcançou incríveis 17,90 m, tornando-se não só campeão, mas também recordista mundial indoor.

"Se fiz isso com 20 anos, farei muito melhor quando for mais velho", disse Tamgho, campeão mundial juvenil (ao ar livre) em 2008. "Meu objetivo não era o recorde, mas ser campeão. Achava que, se conseguisse, seria com algo por volta de 17,60 m. Mas o cubano fez 17,69 m e tive de reagir." Betanzos, então, ficou com a prata e outro cubano, David Girat, foi o 3º (17,36 m). O brasileiro Jadel Gregório ficou em 6º, com 16,78 m.

O ex-recordista mundial também estava na prova. O sueco Christian Olsson, que dividia a antiga melhor marca do mundo (17,83 m) com o cubano Aliecer Urrutia, foi o 4º colocado, com 17,23 m. "Ele (Tamgho) fez algo maravilhoso. Recordes mundiais são para ser quebrados e é bom para o esporte que isso ocorra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.