Franceses querem "turbinar" o Masters Series de Paris

Irritados com a ausência dos principais tenistas na edição deste ano, os organizadores do Masters Series de Paris pediram à Associação dos Tenistas Profissionais mudanças no calendário e nas regras que permitem aos jogadores a ausência não-justificada nos torneios.Entre os pedidos da Federação Francesa de Tênis (FFT) estão a antecipação em duas semanas da competição e punições aos jogadores que desistam do Masters Series a não ser por motivos físicos e médicos. "A FFT considera que essas decisões devem ser tomadas com urgência, já em 2007, e os que os jogadores sejam obrigados a atuar", disse a entidade, em nota oficial.Neste ano, dos seis principais tenistas da temporada, apenas o russo Nikolay Davydenko, que iniciou a semana em quinto lugar na Corrida dos Campeões (que reúne apenas os resultados do ano), participou da disputa. Os outros cinco - Roger Federer, Rafael Nadal, Ivan Ljubicic, Andy Roddick e David Nalbandian - desistiram da disputa, alegando cansaço. Federer, por exemplo, vinha de dois títulos consecutivos, no Masters Series de Madri e no Torneio da Basiléia, com dez partidas em duas semanas, e alegou esgotamento físico para não jogar em Paris.A ATP já anunciou mudanças no calendário para 2007, com a criação de torneios com fases de grupos, os round robin, para evitar que muitos tenistas joguem apenas uma vez na semana. O presidente da entidade, o francês Etienne de Villiers, admite a adoção de medidas duras, como suspensões, mas apenas a partir de 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.