Fred marca e Fluminense bate Portuguesa no Canindé

Cariocas vencem por 1 a 0 e agora podem empatar no Maracanã no jogo de volta para ficar com a vaga nas quartas

, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2010 | 00h00

O Fluminense deu um grande passo para conquistar a vaga para as quartas-de-final da Copa do Brasil. Jogando nesta quarta-feira à noite no Estádio do Canindé, o time carioca venceu a Portuguesa, por 1 a 0, pela primeira partida das oitavas-de-final da competição, que dá ao campeão a chance de disputar a Taça Libertadores do ano que vem.

Com o resultado, o Fluminense só precisa de um empate no jogo de volta, marcado para a próxima quinta-feira, no Rio, para se classificar. A Portuguesa vai precisar de uma vitória por dois gols de diferença, ou por um triunfo por um gol de vantagem, mas desde que marque pelo menos dois gols. Quem passar neste confronto vai enfrentar na próxima fase o vencedor entre Grêmio e Avaí.

O pequeno público presente ao Canindé não escondeu sua insatisfação com o momento vivido pelas duas equipes. As torcidas organizadas das duas equipes colocaram suas faixas de cabeça para baixo em protesto. Os da Portuguesa não se conformam com o fato de o time estar na Série B do Brasileiro. Os do Fluminense seguem revoltados com a eliminação na Taça Rio.

Mesmo jogando fora de casa foi o Fluminense quem começou melhor. O time visitante ficava mais tempo com a bola nos pés, mas sem muita objetividade. Aos poucos a Portuguesa foi se soltando e equilibrou a partida após iniciar a marcação no campo do rival, mas assim como o Fluminense não conseguia chegar ao gol. O primeiro tempo foi equilibrado e terminou empatado sem gols.

O panorama do jogo seguiu o mesmo no segundo tempo. O Fluminense tinha maior posse de bola e o controle tático do jogo, enquanto a Portuguesa não conseguia penetrar na defesa tricolor. Aos 15 minutos o Fluminense fez o gol da vitória. Mariano achou Fred na entrada da área. O artilheiro dominou e bateu forte no canto direito de Fábio. Um bonito gol.

A Lusa bem que tentou, mas não conseguiu obter o empate e agora terá que vencer no Rio para seguir na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.