Frio de Chicago atrapalha Popó

O frio de Chicago está atrapalhando o treinamento do pugilista brasileiro Acelino ?Popó? Freitas para o duelo marcado para a meia-noite de sábado para domingo contra o mexicano Juan Carlos Ramirez. A temperatura, que sempre esteve abaixo de zero grau nesta semana em Chicago, obrigou o pugilista baiano a fazer os exercícios na academia do hotel. ?Quando é preciso, faço também algum trabalho técnico no quarto?, disse o Popó, que treinou seis semanas em Porto Rico, onde o clima é muito parecido com o brasileiro. Desta forma, o peso, que havia deixado de ser um problema para o campeão da Associação Mundial de Boxe (AMB) e Organização Mundial de Boxe (OMB), voltou a incomodar. Afinal, o superpena estava na quarta-feira com dois quilos acima do peso limite da categoria, que é de 58 quilos. ?Não vai ter problema?, afirmou Popó, que sobe na balança hoje para a aferição oficial. Quanto ao 33º adversário na carreira, Popó afirmou que vai ?evitar? o combate na curta distância. ?A escola mexicana de boxe é muito forte. Eles são muito perigosos no contra-ataque, sabem trocar golpes?, analisou. ?Mas acho que com um bom jab vou conseguir mantê-lo à distância para colocar os golpes fortes e conseguir o nocaute.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.