Frizzo pede calma por Wesley

O vice-presidente de futebol, Roberto Frizzo, disse não ter pressa para acertar com Wesley. A reunião que seria ontem foi adiada para hoje. "Não precisa ter tanta pressa. É uma negociação demorada mesmo. Tenha calma, que tudo vai dar certo", disse o dirigente. Ontem, Wesley fez alguns exames médicos e a negociação depende apenas do Alviverde se acertar com os investidores que vão pagar parte dos 6 milhões da transação (R$ 13,6 milhões). /D.B.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.