Cox/Getty Images/AFP
Cox/Getty Images/AFP

Futebol americano é o esporte com mais popularidade e receita nos EUA

Primeiro jogo da história foi disputado no dia 6 de novembro de 1869, no estado de Nova Jersey

Felipe Laurence, especial parta o Estado

05 de setembro de 2019 | 04h30

O futebol americano tem data de nascimento e completa 150 anos agora em 2019. Primo do nosso futebol e do rúgbi, o esporte nasceu nas universidades norte-americanas por causa de professores que migraram da Inglaterra para dar aulas e trouxeram com eles os esportes com bola que estavam se desenvolvendo na Europa. Historiadores concordam que o primeiro jogo parecido com o futebol americano foi disputado no dia 6 de novembro de 1869, no estado de Nova Jersey, entre as universidades de Rutgers e Princeton.

No decorrer das décadas o esporte foi se modificando e evoluindo e o grande próximo passo em sua história foi em 1906, quando os passes para frente foram liberados e efetivamente criaram o futebol americano nos moldes que conhecemos hoje. Uma modalidade essencialmente universitária, algumas ligas amadoras e regionais começaram a se formar pelos Estados Unidos nas primeiras décadas do século 20, mas sem muito sucesso.

Em setembro de 1920, empresários e entusiastas do esporte se juntaram em uma loja de carros na cidade de Canton, em Ohio, para formar o que viria se chamar a National Football League, a NFL. A motivação foi criar uma entidade independente que chancelasse os jogos entre os vários times profissionais que estavam nascendo no país.

Durante as primeiras décadas da sua existência, a NFL (que veio a ter esse nome de fato só em 1922) foi uma liga marginal que não conseguiu deslanchar em popularidade nos Estados Unidos e quase morreu durante o período da Segunda Guerra Mundial quando a maioria dos seus jogadores foram convocados para lutar. Foi só com o advento da televisão, no fim da década de 1950, que o esporte começou a chamar a atenção do público.

Com um esporte bastante pausado e com várias possibilidades de inserções comerciais, as primeiras emissoras viram no futebol americano uma possibilidade de gerar receita e começaram a investir na NFL e em uma liga rival que surgiu em 1960, a AFL. A “guerra” entre as duas ligas as fez explodirem de sucesso, disputando jogadores e torcedores, e acabou com um acordo de fusão em 1966 que criou o Super Bowl, um jogo entre os campeões das duas ligas para definir quem era o melhor time.

Desde então o futebol americano, a NFL e o Super Bowl não pararam de crescer. Hoje é o esporte com maior popularidade e receita nos Estados Unidos e agora a liga está olhando para fora da país como forma de continuar a crescer, realizando jogos na Inglaterra e no México, além de expandir sua presença em países com bom mercado consumidor como o Brasil e a Alemanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.