Kevord Djansezian/AFP
Kevord Djansezian/AFP

Futebol americano exige jogadores com diferentes portes físicos. Conheça cada estilo

São ao todo 22 atletas em campo, 11 no ataque e 11 na defesa

Felipe Laurence, especial para o Estado

05 de setembro de 2019 | 04h30

Um esporte extremamente especializado, o futebol americano conta com várias posições que se diferenciam claramente umas das outras e exigem jogadores com diferentes portes físicos e funções em campo. Temos no futebol americano 22 jogadores em campo, 11 no ataque e 11 na defesa. As substituições são liberadas e os times podem trocar os jogadores conforme as necessidades táticas ou físicas forem se apresentando durante o jogo. 

Confira quais são essas posições e qual o objetivo de cada uma durante uma partida da modalidade. 

Ataque

Quarterback (QB): a principal peça ofensiva de uma equipe, o quarterback tem como função ditar o ritmo e organizar como o ataque vai se comportar nas jogadas. Ele tem comunicação direta com o técnico em um fone de ouvido no seu capacete e repassa as instruções aos seus companheiros. É o jogador responsável por fazer passes e avançar o ataque aéreo.

Running Back (RB): um jogador forte, de alta velocidade, agilidade e com visão de jogo apurada, o running back é o responsável por encontrar espaços na defesa adversária e avançar o ataque terrestre de uma equipe durante os jogos.

Wide Receiver (WR): altos, velozes e com sintonia com seu quarterback, os recebedores correm as rotas em campo e recebem passes que avançam o ataque aéreo das equipes durante as partidas.

Tight End (TE): uma posição em transformação, antes os tight ends funcionavam basicamente como apoio para o bloqueio na linha ofensiva, mas hoje eles se tornaram em um quarto recebedor em campo e atuam principalmente para receber passes curtos e intermediários.

Offensive Tackle (OT): posicionado nas pontas da linha ofensiva, o offensive tackle tem como função proteger o quarterback do avanço dos jogadores defensivos que avançam pelas pontas e também proteger o campo para que os running backs consigam correr.

Offensive Guard (OG): jogador pesado, o offensive guard bloqueia a defesa de avançar pelo meio e prejudicar o quarterback, além de usar sua força para criar os espaços em que os running backs usam para avançar em campo.

Center (C): o center é o responsável por colocar a bola em jogo com o snap, ele passa a bola para o quarterback e fica exatamente de frente para o jogador que faz os passes como forma de protegê-lo dos jogadores defensivos. 

Defesa

Defensive End (DE): o defensive end é o jogador que fica nas pontas da linha defensiva e tem como objetivo avançar em cima do quarterback e derrubá-lo antes que consiga lançar o passe. Normalmente são jogadores altos, fortes e com velocidade incomum, o que os valoriza bastante entre os times.

Defensive Tackle (DT): as “âncoras” das equipes são jogadores pesados que precisam impedir com seu tamanho que os membros da linha ofensiva adversária consigam criar os espaços ou impedir seu trabalho de proteger o quarterback de forma efetiva.

Linebacker (LB): os linebackers se posicionam exatamente atrás da linha defensiva e têm basicamente duas funções: auxiliar na perseguição ao quarterback e marcar a zona intermediária do campo, impedindo os avanços dos running backs e dos wide receivers. Como eles têm boa visão do que o ataque está fazendo, normalmente funcionam como os capitães da defesa e organizam defensivamente o que eles precisam fazer nas jogadas.

Cornerback (CB): Jogadores altos e velozes, eles são os “anti” wide receivers. Posicionados nas pontas do campo e também atrás dos linebackers, os cornerbacks têm como principal função marcar os recebedores, os impedindo de receber os passes dos quarterbacks.

Safety (S): os safeties são chamados de os últimos homens em campo porque se posicionam ao fundo e têm como responsabilidade auxiliar os cornerbacks na marcação dos recebedores e de parar o running back caso ele consiga escapar da marcação inicial do linebackers. 

Especialistas

Kicker (K): o kicker tem como função, como o nome da posição diz, chutar a bola. São especializados nos kickoffs que colocam a bola em jogo no início da partida ou após uma pontuação e também cobram os field goals, chutes que têm como objetivo acertar o gol, que valem três pontos.

Punter (P): o punter é um kicker especializado que chuta a bola de maneira muito específica quando um time não consegue avançar as dez jardas necessárias para manter o ataque em campo. Ele precisa mandar a bola em uma trajetória em arco alto e que avance bastante para que o time adversário comece sua campanha ofensiva em posição de campo ruim.

Long Snapper (LS): função parecida com a do center, o long snapper precisa colocar a bola em jogo nas situações de field goal. A diferença é que o jogador precisa lançar a bola com precisão nas mãos do jogador responsável por armar o chute nas sete jardas que existem entre a linha e o kicker.

Holder (H): não é um jogador específico, normalmente é algum reserva de outra posição que exerce essa função que é receber a bola do long snapper e segurá-la para que o kicker consiga chutar o field goal.

Retornador (KR/PR): normalmente um wide receiver, running back ou cornerback, tem como função receber a bola após um kickoff e punt e precisa avançar o máximo em campo para que seu time comece a campanha ofensiva em boa posição. Se avançar até a endzone, marca o touchdown.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.