Futebol é tema do dia na ''''TV Estadão''''

Roberto Benevides debate gestão esportiva com Marco Aurélio Cunha

O Estadao de S.Paulo

11 de outubro de 2007 | 00h00

A situação precária de muitos clubes brasileiros pode ser revertida, desde que haja mudança no modelo de administração - e os maiores problemas a serem resolvidos são o amadorismo e o nepotismo. Esse é o ponto comum ao qual o médico e supervisor de Futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, e o editor do Jornal do Comércio, Roberto Benevides, chegaram no debate promovido pela TV Estadão, ontem. ''''O que se vê no futebol são pessoas que entram para administrar, mas que não possuem condição alguma para tal'''', disse Cunha. Assista à íntegra do debate sobre a administração do futebolMediado pelo editor de Esportes do portal estadao.com.br, Milton Pazzi Jr., o debate abordou vários aspectos da gestão do futebol, entre eles a recente aprovação da Timemania, loteria criada pelo governo federal para ajudar clubes com problemas financeiros a sanar seus débitos fiscais.Tanto para Cunha como para Benevides, tal medida não será a solução esperada por clubes como Botafogo e Flamengo.Dentre os temas discutidos, a administração do São Paulo foi elogiada, não só pelos títulos, mas pela forma como são conduzidas as negociações com atletas e patrocinadores; o contraponto é o Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.