Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Futebol em 2016 será chance para reviver Copa, diz Del Nero

Vice-presidente da CBF destaca as 6 sedes que receberão o torneio

Estadão Conteúdo

16 Março 2015 | 12h00

Presidente eleito da CBF, Marco Polo del Nero comemorou a escolha de sete estádios e seis cidades para sediar os jogos do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Para o dirigente, que preside o comitê olímpico da Fifa, a disputa das partidas em seis cidades será "oportunidade para reviver o clima da Copa do Mundo".

Os 58 jogos de futebol na Olimpíada, no masculino e feminino, serão disputados entre os dias 3 e 20 de agosto de 2016 nas cidades de Belo Horizonte (Mineirão), Brasília (Estádio Mané Garrincha), Manaus (Arena da Amazônia), Salvador (Arena Fonte Nova) e São Paulo (Itaquerão), além, é claro, do Rio de Janeiro.

A sede oficial da Olimpíada é a única cidade que receberá jogos em dois estádios, no Maracanã e no Engenhão. A escolha que mais chamou a atenção, contudo, foi Manaus. Antes mesmo da decisão, dirigentes de outros países já criticavam a possibilidade de jogar na capital do Amazonas por causa da longa distância para o Rio de Janeiro.

A opção por Manaus fez com que São Paulo tivesse apenas um estádio nos Jogos - o Allianz Parque, do Palmeiras, também era cotado para sediar partidas do evento olímpico. A escolha não foi comentada por Marco Polo Del Nero, que assumirá o comando da CBF no próximo mês.

"Os Torneios de Futebol Olímpico serão uma oportunidade fantástica de reviver o excelente clima visto durante a Copa do Mundo, não somente no Rio de Janeiro, mas em outras cinco cidades", declarou o dirigente.

"Elas fizeram um trabalho ótimo e agora podem usar os estádios da Copa do Mundo e a infraestrutura já montada para unir o país para um grande evento mais uma vez. Estou confiante de que os times participantes terão uma experiência olímpica inesquecível", afirmou o sucessor de José Maria Marin.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.