Futebol masculino será disputado por seleções sub-20 no Pan

Aceitar jogadores da seleção sub-20 e até três atletas de qualquer idade foi a solução encontrada para o futebol não ser excluído dos Jogos Pan-Americanos do Rio. A decisão desta quinta-feira, que abriu brecha até para Romário disputar a competição, pareceu mais um jogo de cena, porque criou um novo problema: o Mundial da categoria será realizado no Canadá, entre os dias 30 de junho e 22 de julho.Como o Pan vai ser disputado entre os dias 13 e 29 de julho, o confronto de datas é inevitável. Mas para o presidente da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa), Mário Vázquez Raña, o impasse já foi resolvido, porque tanto a Confederação Sul-Americana de futebol (Conmebol) quanto a Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe) concordaram com a solução.?Ambas as confederações falaram que não haveria problema e a Fifa deixou que nós resolvêssemos. Só terá o futebol porque fazer um Pan no Brasil sem ele é a mesma coisa que ser convidado para uma festa e não houver música?, disse Raña, que queria a participação da categoria Sub-22, para que o mesmo time tivesse idade para disputar os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. ?Não estou satisfeito com o ocorrido. Agora os países podem trazer quem quiser. A Argentina pode até trazer o Maradona.?A Odepa precisou decidir sobre o futebol porque a Conmebol defendia a participação de um time sub-17 e a Concacaf queria o sub-22 no Pan. E as duas entidades não chegaram a um acordo. Com relação às mulheres, não haverá idade específica.SegurançaAntes de informar a decisão sobre o futebol, Raña se encontrou na tarde desta quinta-feira com o prefeito do Rio, Cesar Maia. Na reunião, o prefeito informou que os Estados Unidos pediram para a delegação do país receber tratamento diferenciado na questão de transporte.Cesar Maia destacou que cuidará pessoalmente para que os norte-americanos ganhem a melhor atenção possível durante o Pan. Por trás do dever de manter a integridade dos atletas está a intenção de ter os EUA como cabo eleitoral do Brasil na candidatura olímpica para 2016. Só que os norte-americanos também estarão na disputa por esta edição dos Jogos.?Se eles me pedirem para alugar um helicóptero para cada atleta, será feito. Essa delegação é fundamental para a Olimpíada de 2016?, explicou o prefeito do Rio. ?Caso outra delegação nos peça atenção especial, vamos analisar o caso. Mas será que algum país se sente ameaçado pelo terror como os Estados Unidos??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.