Futuro da natação em xeque no Rio

Um clima de preocupação domina a natação brasileira no fim de 2001. As perspectivas de futuro são no mínimo nebulosas com os problemas que as duas maiores equipes do país estão sofrendo. Sem receber, vários atletas devem abandonar Vasco e Flamengo e não há esperança de que outros clubes possam investir o suficiente para abrigar tantos atletas.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.