Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Futuro de Neymar será definido 2ª feira

Anúncio foi feito pelo pai do jogador santista, que estaria ansioso por uma decisão de seu destino a partir de 2013

Luís Augusto Monaco, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2011 | 00h00

O pai de Neymar disse ontem a uma tevê espanhola, e pouco depois confirmou ao Estado, que o destino de seu filho deverá ser anunciado segunda-feira. "A decisão depende do Santos", afirmou. No contato com a reportagem, Neymar da Silva Santos disse que teria um encontro com a diretoria santista ainda ontem. "O Neymar está ansioso para saber logo qual será o seu futuro, e o Santos precisa ser claro conosco." Ele ficou irritado com a pergunta sobre o motivo de Wagner Ribeiro, o procurador de Neymar, fazer tanta força para levar o garoto para o Real Madrid. "Isso você tem de perguntar para ele, e não para mim."

No início da noite, o presidente santista Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro falou com o repórter Sanches Filho e negou duas informações dadas pelo pai de Neymar. Disse que não havia reunião marcada para ontem e que não existe data marcada para resolver o futuro do atacante. "Se o pai do Neymar quer falar comigo é só me procurar, não precisa ficar mandando recado pela imprensa. Temos um jogo na Vila amanhã (hoje), e se ele quiser tratar de algum assunto comigo estarei à disposição."

Confiança. Um representante do Barcelona pretende conversar hoje ou amanhã com o pai de Neymar. O clube catalão confia na manutenção do acordo fechado semana passada com o Santos e na vontade de Neymar de vestir sua camisa. Por isso, não vai aumentar um centavo do que ofereceu ao jogador e ao clube.

A avaliação dos dirigentes do Barça é de que se subirem a proposta o Real Madrid fará o mesmo para tentar virar o jogo, e a negociação se transformará num leilão.

O clube merengue mexeu em sua oferta inicial quando soube que o Santos havia aceitado o pacote do Barcelona (R$ 139,8 milhões, incluídos aí o valor de um amistoso no Brasil ano que vem e as comissões para os intermediários, para levar Neymar em janeiro de 2013).

Aumento. A diretoria do Real Madrid igualou a oferta, promete dar um "sinal" maior para o Santos e agora diz que também aceita esperar até janeiro de 2013 para receber o craque. Além disso, aumentou a proposta salarial para o jogador.

Ontem o técnico Muricy Ramalho foi entrevistado por uma rádio da Espanha e repetiu que em sua opinião Neymar se daria melhor jogando no Barcelona do que no Real Madrid.

"O estilo do Barça é mais solto, mais técnico, e isso combina melhor com o estilo do Neymar", analisou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.