Márcio Fernandes/Estadão<br>
Márcio Fernandes/Estadão

Gabriel Medina inicia preparação para a disputa no Havaí

Surfista brasileiro faz trabalho especial com preparador físico que deu certo certo nas etapas de Fiji e Taiti, onde chegou à vitória

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

11 de novembro de 2014 | 07h01

O surfista Gabriel Medina começou nesta segunda um trabalho específico para a disputa do Billabong Pipe Masters, a última etapa do Circuito Mundial de Surfe. As atividades com o preparador físico Allan Menache vão durar pelo menos uma semana e estão sendo feitas na casa do atleta, em Maresias. O objetivo é fortalecer core, conjunto de 29 pares de músculos que suportam e estabilizam a bacia, pélvis e abdômen.

"É um trabalho mais físico, para proporcionar estabilidade e força, porque é uma onda de tubo e ele precisa ficar estável na prancha, ou seja, não cair. Se isso ocorrer, ele pode completar a onda e alcançar notas excelentes", explica Charles Saldanha, pai e técnico do atleta. A ideia é preparar Medina para as grandes ondas de Pipeline, que exigem muito dos atletas.

Essa preparação já foi feita anteriormente para duas etapas, em Fiji e no Taiti, onde o brasileiro ficou na primeira posição. Os exercícios são feitos na perna e na linha de cintura, a fim de garantir que o garoto consiga permanecer em cima da prancha nos fortes tubos de Pipeline. "Todos as etapas que ele correu, chegou bem, mas as de Fiji e Taiti ele venceu com esse trabalho específico e isso nos leva a estar otimistas quanto ao resultado que poderemos alcançar no Havaí, pois será a mesma preparação", conclui Charles.

Tudo o que sabemos sobre:
SurfeSurfGabriel MedinaAllan Menache

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.