Liquido Photo|Divulgação
Liquido Photo|Divulgação

Gabriel Medina testa e aprova prancha de surfe tecnológica

Atleta brasileiro utiliza equipamento que possibilita o recebimento de mensagens no mar e vê futuro da modalidade nesse sentido

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

09 de maio de 2016 | 17h10

O surfista Gabriel Medina testou uma prancha tecnológica, que fornece informações em tempo real para o atleta no mar e também possibilita o recebimento de mensagens dos fãs e de seu treinador. O projeto foi idealizado pela Samsung, patrocinadora do rapaz, e contou com a colaboração especial do shaper Johnny Cabianca, responsável pelo desenvolvimento das pranchas do campeão mundial.

Para Cesar Villares, empresário do atleta e sócio da Go4It, agência de marketing esportivo, esse é o futuro da modalidade. "Estamos vivendo um momento de tecnologia avançada e existe uma tendência de que empresas, mídia e atletas usem a tecnologia através do esporte. A Samsung teve uma ideia genial, inovadora, e o Gabriel está curtindo muito isso", diz.

Medina utilizou a prancha durante uma sessão de quatro horas e gostou do que viu. Existe um compartimento nela para conectar o celular e é a partir dele que as mensagens dos torcedores chegam. Os textos aparecem na parte de cima da prancha, onde foi instalada uma tela unidirecional, e as mensagens aparecem de acordo com postagens no Twitter a partir de uma hashtag pré-definida.

"Tecnicamente é muito bom poder contar com esta tecnologia para facilitar meu treino. Já conversei sobre isto outras vezes com o meu pai, como a possiblidade de uma comunicação direta, sem ter que sair da água, faria com a gente ganhasse agilidade e praticidade. Com esta tecnologia, não preciso sair da água e voltar. Basta ele tuitar frases como: ‘Gabriel, mais aéreo’, ‘Gabriel, mais velocidade’. Esta prancha já é o futuro", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
Gabriel MedinaSamsungTwitterSurfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.