''Ganhar a Copa é tudo'', diz C. Ronaldo

Melhor do mundo tenta levar time inglês ao tetracampeonato europeu

ROMA, O Estadao de S.Paulo

27 de maio de 2009 | 00h00

Lionel Messi almeja ser o melhor do mundo. Cristiano Ronaldo é. O craque português do Manchester United tem a chance, hoje, de ratificar essa condição. E justamente frente ao Barcelona, equipe de seu concorrente direto ao posto de astro maior do futebol atual. A decisão, no Estádio Olímpico de Roma, na Itália, traz a campo os dois jogadores mais badalados do momento. "Para quem importa decidir isso (quem é o melhor jogador)? O que mais quero é ganhar a Copa dos Campeões. É tudo", declarou, ontem, Cristiano Ronaldo, deixando claro que os grandes têm plena consciência de que não se fazem sozinhos. Trabalham em grupo.Foi assim, afinal, que o português alcançou o posto em que se encontra. Na temporada passada, o esquadrão de craques dirigido por Sir Alex Ferguson levantou quase todas as principais taças que disputou. Faltou apenas o Mundial, título conquistado no fim do ano passado, no Japão, mas válido para a temporada vigente. Agora, portanto, têm a oportunidade de melhorar o desempenho anterior.Atual campeão do mundo e tri Inglês, o Manchester batalha agora pelo tetracampeonato continental, o segundo consecutivo. E, caso o conquiste, é bem provável que, diante de tantos êxitos, Cristiano Ronaldo emplaque mais uma vez como o melhor jogador do mundo. Feito que, além de ampliar a festa da torcida inglesa, ainda adiaria a realização do sonho do argentino Messi, do Barça. O clube espanhol luta por sua terceira taça continental e já garantiu o título nacional este ano.Questionado sobre quem seria o melhor, o técnico inglês disse que escolher um dos dois é difícil porque têm estilos diferentes. "Ambos têm a habilidade e a coragem necessárias para atacar as defesas adversárias o tempo todo", opinou Ferguson. "Não importa as vezes em que acabam sendo derrubados, se param ou prendem demais a bola. Essa é a coragem que devem ter os jogadores de futebol. E ambos a têm."Pelo Barcelona, nos dias que antecederam a decisão, o técnico Josep Guardiola sempre que pôde fez questão de destacar que sua equipe vai enfrentar o "melhor time do mundo". Ao ser convidado a dar sua opinião sobre o duelo mais esperado do dia, se saiu com essa: "Para mim não importam as opiniões sobre Cristiano Ronaldo e Messi. Ambos são jogadores maravilhosos." E emendou: "Tenho certeza de que Messi fará um bom jogo, se encaixarmos bem nossa estratégia."O palco está montado. E as torcidas inglesa e espanhola esperam que finalmente hoje Cristiano Ronaldo e Messi marquem gol um no time do outro, algo inédito na carreira deles.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.