Ganso volta bem e deve jogar amanhã

Ganso voltou a mostrar futebol de classe e elegância no treino de uma hora, ontem cedo, no Centro de Treinamento Rei Pelé, sob os olhares atentos de Muricy Ramalho. Repetiu um lance que era constante no Santos de Dorival Júnior, no primeiro semestre de 2010: bola enfiada entre os marcadores para André completar.

SANTOS, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2012 | 03h06

O treino de dois toques, em campo reduzido, poderia ser considerado de rotina, não fosse outro recomeço para o camisa 10 de estilo raro. Depois de quatro cirurgias nos joelhos - uma em cada um deles para refazer o ligamento cruzado anterior e duas artroscopias no direito - e inúmeras lesões musculares, uma dúvida está no ar: Ganso voltará a ser o segundo melhor jogador em atividade no país, só atrás de Neymar, como antes da grave contusão no joelho esquerdo, em agosto de 2010?

Muricy Ramalho tem certeza de que a recuperação total de Ganso é apenas questão de tempo. O treinador fez questão de deixá-lo em campo durante toda a atividade de ontem cedo para saber em que condições físicas ele retornou da seleção. E a primeira resposta foi positiva, tanto no condicionamento como na movimentação.

A escalação de Ganso para o jogo contra o Figueirense, amanhã em Florianópolis, depende da sua reação ao esforço no treino de ontem. / SANCHES FILHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.