Garotada brilha e São Paulo goleia

Lucas, Fernandinho e o estreante Willian marcam nos 4 a 0 sobre o Bragantino, E Rogério Ceni ainda perdeu pênalti

Marcon Beraldo, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2011 | 00h00

O São Paulo voltou a disputar uma boa partida, desta vez pelo Paulista. E quem ganhou foi o público que compareceu ontem à noite ao Morumbi e viu a goleada por 4 a 0 sobre o Bragantino. O time são-paulino alcançou a vice-liderança provisória, com 18 pontos. Os gols foram marcados por Miranda, Fernandinho, Lucas e pelo estreante Willian, que deram um show de bola. Cheia de moral, a equipe volta a campo no próximo domingo, em casa, para o clássico contra o Palmeiras.

A torcida esperava ver uma equipe dinâmica com a presença dos jogadores da seleção brasileira sub-20, principalmente o meia Lucas. Outra expectativa era assistir ao centésimo gol do capitão Rogério Ceni. Com um cenário completo, só faltava os protagonistas corresponderem à expectativa.

Assim, o São Paulo começou o jogo a todo vapor, pressionando o adversário em seu campo. Mesmo com marcação individual, os jogadores do Bragantino sofriam com a velocidade do adversário e apelavam para as faltas, acumulando cartões amarelos. A movimentação constante, a rápida troca de passes, os dribles desconcertantes e a objetividade no ataque só não eram completadas pelas finalizações.

A essa altura, só faltava sair o gol. E o primeiro aconteceu de uma velha jogada, da qual as zagas dos times brasileiros são fregueses de caderneta. Aos 19 minutos, Dagoberto bateu uma falta, sofrida por Lucas na intermediária, e Miranda desviou de ombro para a rede.

A blitz são-paulina continuou e o que a torcida tanto queria aconteceu: pênalti. Chance para o goleiro Rogério Ceni fazer seu 99.º gol. Mas a cobrança do capitão foi uma das piores de sua carreira, o goleiro Rafael Defendi rebateu e a zaga salvou. No intervalo, Ceni admitiu ter batido muito mal. O bombardeio, porém, continuou. E o segundo gol saiu aos 43, depois de uma rápida tabela. Dagoberto passou para Fernandinho marcar.

Boa estreia. No segundo tempo, o show de bola prosseguiu. A rápida movimentação de Lucas, Dagoberto e Fernandinho infernizava a zaga do Bragantino. Lucas fez o seu aos 18, após brilhante jogada individual de Fernandinho. Aos 31, o estreante Willian também deixou sua marca, com um forte chute de fora da área: São Paulo 4 a 0. "Fiquei feliz porque o time conseguiu escapar da forte marcação e recuperar a bola", analisou o técnico Paulo César Carpegiani.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.