Garrido tem alta, mas segue em tratamento

O pugilista Fábio Garrido, que teve alta do Hospital São Paulo na terça-feira, terá tratamento médico por tempo indeterminado. No sábado retrasado, ele foi nocauteado por Mário Soares Gonçalves, o Marinho, e teve traumatismo craniano ? um coágulo foi retirado do cérebro.O advogado do pugilista, Fernando Prado, disse que todas as providências judiciais contra os promotores da luta, realizada no Hotel Unique, já foram tomadas. ?Além do tratamento, o Fábio vai passar alguns dias em uma chácara. A parte jurídica também está em andamento, mas é briga para dois ou três anos.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.