Gastos com Olimpíada de 2012 estão dentro do previsto

O custo de construção das instalações para os Jogos de Londres, em 2012, aumentou ligeiramente, mas o planejamento para a Olimpíada permanece no tempo e dentro do orçamento, garantiu o governo nesta segunda-feira. O custo estimado do programa de construção executado pela Autoridade Pública Olímpica Autoridade (ODA, na sigla em inglês) subiu 69 milhões de libras em relação ao trimestre passado, principalmente devido a um financiamento adicional para as operações do complexo do Parque Olímpico na região de Londres, explicou o Departamento de Cultura, Imprensa e Esporte.

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2011 | 11h43

O custo total previsto do programa da ODA é agora de 7,301 bilhões de libras, enquanto o orçamento global do setor público para a Olimpíada permanece em 9,298 bilhões de libras. O relatório divulgado revelou que 79% das obras para a Olimpíada estão completas. O velódromo, que será utilizado nas provas de ciclismo, está a caminho de ser a primeira sede do Parque Olímpico concluída neste mês. O Estádio Olímpico, para 80 mil espectadores, está previsto para ser concluída no verão europeu.

"Continuamos na programação e dentro do orçamento avançando no último ano de obras", disse Dennis Hone, chefe-executivo da ODA. "Continuamos a reduzir o custo, sempre que possível", acrescentou, observando que cerca de 780 milhões de libras foram economizados desde novembro de 2007. Cerca de 500 milhões de libras do fundo de contingenciamento permanece no orçamento. Os ingressos estarão à venda em 15 de março, com 8,8 milhões de bilhetes disponíveis. A Olimpíada será aberta no dia 27 de julho de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaLondresorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.