Gaúchos são modelo; mineiros, regionais

Internacional e Atlético-MG também aparecem com destaque no estudo da Pluri Consultoria. O clube gaúcho conta com o maior número de torcedores que consumiram algum tipo de produto com a marca do Colorado nos últimos 12 meses. O Galo, por sua vez, mostra-se como o clube mais regional entre os principais do País, com 97% de seus torcedores residentes no Estado de Minas Gerais.

/ W.V., O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2012 | 03h06

Ao se depararem com a pergunta "você consumiu algum item relacionado ao seu clube do coração durante o último ano", 14% dos colorados responderam afirmativamente. O ímpeto consumista dos torcedores do Inter-RS foi seguido de perto pelo grande rival Grêmio e o Santos, ambos com 13%. Atrás destes estão Corinthians (12%), São Paulo (11%) e Fluminense e Cruzeiro, com 10%.

"Os projetos de relacionamento dos clubes gaúchos com seus torcedores têm se transformado em uma referência para todo o País", observou o diretor de marketing do Internacional, Jorge Avancini. "Temos hoje o projeto sócio-torcedor mais bem-sucedido do Brasil. São mais de 100 mil sócios que pagam taxas mensais."

Mineiros. Em Minas, a regionalização não é exclusiva do Atlético. A ala mineira dos torcedores cruzeirenses corresponde a 88% do total da nação celeste.

E para acirrar ainda mais a rivalidade, os números indicam que a torcida do Cruzeiro é maior do que o rival. E a diferença não é pequena. Calcula-se que sejam pouco mais de 6,5 milhões de cruzeirenses contra 4,3 milhões de apaixonados pelo Galo. Fato é que a discussão não termina aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.