Geisa Arcanjo tem advertência por doping mantida

Agência Nacional Antidoping entrou com recurso contra a atleta, mas não obteve sucesso

AE, Agência Estado

10 Agosto 2011 | 09h41

MANAUS - O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) decidiu manter, por unanimidade, a decisão da Comissão Disciplinar Nacional (CDN) de apenas advertir a atleta de arremesso de peso Geisa Arcanjo por um resultado positivo em um exame antidoping.

Geisa Arcanjo deu positivo para o diurético proibido hidroclorotiazida em teste realizado durante o Mundial Juvenil de Atletismo, realizado na cidade de Moncton, no Canadá, em julho de 2010. A brasileira faturou a medalha de ouro na disputa do arremesso de peso.

Em sua defesa, Geisa Arcanjo alegou que consumiu produtos para emagrecimento, como chá verde, sem avisar seus treinadores e sem ter conhecimento de que estava ingerindo substâncias consideradas dopantes. A CDN aceitou o argumento e decidiu apenas adverti-la pelo resultado positivo em julgamento realizado no dia 22 de março.

A Agência Nacional Antidoping (ANAD) da CBAt não aceitou a decisão da CDN e entrou com recurso contra o veredicto no STJD da CBAt. Porém, no julgamento realizado na noite de terça-feira, o tribunal entendeu que "a substância encontrada não trouxe ganho de rendimento para a atleta" e, por isso, decidiu manter a decisão de apenas advertir Geisa Arcanjo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.