''Geração Falcão'' leva título mais importante e quer Mundial

O título do futsal brasileiro noPan-Americano do Rio de Janeiro foi considerado por Falcão omais importante em 10 anos de seleção e o início de umarecuperação que pode culminar com o título mundial no ano quevem. Eliminada pela Espanha nos dois últimos Mundiais, em 2000 e2004, a seleção brasileira vê agora a chance de se reerguer nocampeonato que será disputado no Brasil. "Não queremos deixar essa geração ficar marcada comoperdedora. É uma cobrança, uma dívida que temos conosco", disseFalcão depois da conquista da medalha de ouro, alcançada comuma vitória de 4 x 1 sobre a Argentina na final. Falcão marcou dois gols na final e foi um dos principaisjogadores do time brasileiro no Pan, embora tenha feito menosjogadas de efeito do que costuma realizar. Segundo o técnico brasileiro, Paulo César de Oliveira, aseleção brasileira evoluiu durante a competição e provou quemais importante do que o show esperado pela torcida, osbrasileiros realizaram um bom jogo de equipe. "A mensagem está clara: se a gente não recupera acompetitividade, não tem espetáculo. A gente tem uma equipeforte coletivamente, que está comprometida e não tem qualquermelindre de se cobrar dentro de quadra", afirmou o treinador,satisfeito com o desempenho do Brasil no Rio. "Missão cumprida. Estamos passo a passo reconquistandonosso espaço." O técnico se volta agora ao planejamento para o Mundial de2008. Ele contou que a equipe espera ter 75 dias de treinamentoaté o Mundial, além de realizar amistosos durante as folgas nocampeonato espanhol, onde joga a maioria dos atletasbrasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.