Ginasta Caio Souza tem alta após oito dias internado com H1N1 e pneumonia

Forte candidato a ficar com uma das cinco vagas na equipe brasileira de ginástica artística no Rio-2016, Caio Souza recebeu alta hospitalar depois de ficar oito dias internado no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, em tratamento da gripe H1N1. Além disso, ele também contraiu pneumonia.

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2016 | 14h57

"Gostaria de deixar os meus sinceros agradecimentos ao hospital, pelo carinho, por terem sido atenciosos, agradecer a cada médico, enfermeiro, fisioterapeuta, a cada funcionário. Muito obrigado mesmo, gente. Foi dessa forma que eu descobri quanto as mensagens fazem diferença", escreveu Caio em sua página no Facebook.

O ginasta da equipe de São Bernardo do Campo garante que não se deixará abalar pela doença. "Estou hoje voltando à minha rotina de treinos e muito focado em conquistar a minha vaga olímpica. Não vai ser uma ''gripezinha'' que vai me afastar disso!", postou.

Caio Souza compôs a equipe brasileira que garantiu a vaga olímpica pelo Mundial do ano passado, na Escócia. Neste ano, em 20 de março, foi quinto colocado na etapa de Stuttgart (Alemanha) da Copa do Mundo. O brasileiro somou 85,764 pontos, num desempenho bem abaixo daquele que lhe rendeu a quarta posição no Pan de Toronto, ano passado, quando obteve 88,850 pontos.

Na Olimpíada, cada equipe será formada por cinco atletas. O Brasil deverá levar Sergio Sasaki, Arthur Nory, Diego Hypolito e Arthur Zanetti, todos candidatos a medalhas. Caio Souza é um dos concorrentes à quinta vaga. Disputa o posto com Lucas Bittencourt e Francisco Barretto, principalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.