Ginasta do Uzbequistão é provisoriamente banida por doping

A ginasta do Uzbesquistão, Luiza Galiulina, foi provisoriamente banida dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 neste domingo após se tornar o segundo atleta em dois dias que registrou teste positivos para drogas proibidas, disse o Comitê Olímpico Internacional (COI).

KAROLOS GROHMANN, Reuters

29 de julho de 2012 | 09h52

O teste de urina de Galiulina, feito no dia 25 de julho, mostrou vestígios da substância furosemida, um diurético que pode ser usado como um agente mascarante ou para perda de peso.

A atleta, que competiria em provas de ginástica artística, foi banida um dia após o levantador de peso da Albânia, Hysen Pulaku, ter sido banido dos jogos de Londres por seu teste dar positivo para um esteróide anabolizante.

Galiulina, que tem 20 anos e participou do jogos olímpicos de 2008, agora vai ter que esperar para o teste de uma segunda amostra.

Caso o teste também dê positivo, ela será barrada das competições em Londres e pode enfrentar uma punição máxima de dois anos, por ter registrado doping pela primeira vez.

Tudo o que sabemos sobre:
OLIMPGINASTAUZBEQUISTODOPING*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.