Ginasta está confiante: ''''Tenho chance no solo''''

"Tenho chance no solo", afirma Daiane dos Santos, sobre Pequim, apontando pódio também para Jade Barbosa ( individual geral e por aparelhos) e no inédito ouro para Diego Hypólito no solo. Daiane revela que pode mudar a música da apresentação no solo - ela vinha sendo embalada por Isto aqui, o que é?, de Ary Barroso. "Pode ser que mude. Vai ter um sambinha de fundo, com certeza. Ainda não montamos a série. Só sei que vai ter o tsukahara esticado (pirueta com duplo mortal com as pernas estendidas)."Até a Olimpíada, a equipe brasileira de ginástica artística terá pela frente cinco etapas da Copa do Mundo - a primeira será em Doha (Catar), em março. "Devo estrear em Cottbus (Alemanha), em abril", conta. Em junho, o Brasil terá um amistoso em Roma, com as fortes equipes da Romênia e Itália. Um mês antes da Olimpíada, os brasileiros farão treinos de adaptação no Japão. "Vamos ter um ritmo bom de competição até a China", acredita Daiane, confiante em sua última participação em Jogos Olímpicos - Pequim será a terceira vez, depois de Sydney/2000 (como reserva) e Atenas/2004.CALENDÁRIO ATÉ PEQUIMCinco etapas de Copa do Mundo, de março a junho Torneio amistoso em Roma, com equipes da Romênia e Itália, em junhoTreino no Japão para adaptação de fuso horário até os Jogos

Glenda Carqueijo, O Estadao de S.Paulo

11 de janeiro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.