Ginastas brasileiros já treinam na sede do Mundial

Na Antuérpia para o Mundial de Ginástica Artística, que será realizado na cidade belga entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro, a seleção brasileira realiza os últimos ajustes para a competição. Ao lado de competidores de outros países, eles treinam no ginásio reservado para a preparação dos atletas. E os brasileiros destacam a importância da chegada antecipada para se adaptarem ao fuso horário e, principalmente, aos aparelhos que vão usar, além de entrarem no clima da competição.

AE, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 14h33

"Hoje deu para sentir bem o clima do Mundial. Para mim, está sendo um pouco diferente, porque vou competir somente em dois aparelhos e estou acostumado a fazer todos. Então, a preparação muda um pouco. É preciso se concentrar somente nesses dois o tempo todo. É uma pressão um pouco diferente também, pois não tenho que me preocupar em fazer bem vários aparelhos, mas em compensação, estou me preparando para fazer séries mais difíceis nesses dois", explicou Francisco Barreto, que compete nas paralelas e na barra fixa.

Antes de ir para Antuérpia, os ginastas que compõem a seleção brasileira masculina, com exceção de Arthur Zanetti, treinaram durante 15 dias na Alemanha. De acordo com Francisco Barreto, o período foi importante para ajudar na aclimatação dos atletas visando o Mundial.

"Pudemos fazer uma boa preparação, nos acostumarmos com o clima, com o fuso-horário e chegamos aqui na Bélgica sem o cansaço normal da viagem que teríamos se tivéssemos vindo do Brasil. A estrutura lá é muito boa e os aparelhos são iguais aos que iremos usar aqui na competição. Infelizmente, tive uma luxação em um dos dedos e estou sentindo bastante dor para fazer um movimento das paralelas, mas na barra está tudo bem", disse.

O Brasil será representado no Mundial de Ginástica Artística por Daniele Hypolito e Letícia Costa, no feminino, e por Arthur Zanetti, Arthur Nory Mariano, Diego Hypolito, Francisco Barreto, Péricles da Silva e Sérgio Sasaki, no masculino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.