Ginástica brasileira deixa Doha sem medalhas

O Brasil terminou a sua participação na etapa de Doha da Copa do Mundo de Ginástica Artística sem medalha. Daniele Hypólito, Caio Costa e Péricles da Silva disputaram finais nesta quarta-feira, mas não conseguiram ficar entre os três primeiros colocados.

AE, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 15h35

Daniele Hypólito terminou a final do solo na sétima colocação, com 12,750 pontos. A disputa foi dominada pela China, que ficou em primeiro lugar, com Liufang Wu (13,975), e em segundo, com Qiushuang Huang (13,850). A turca Goksu Uctas (13,700) completou o pódio.

Caio Costa foi o responsável pelo melhor resultado brasileiro em Doha ao ficar na quinta colocação na disputa das barras paralelas, com 14,275 pontos. A final foi vencida pelo chinês Zhendong Dong (15,900 pontos), que superou o polonês Adam Kierzkowski (15,225) e o também chinês Xuezhang Chen(15,150), que ficaram com as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

Já Péricles da Silva ficou com a oitava posição na barra fixa, com 13,825 pontos. O holandês Epke Zonderland levou o ouro com 15,950. A prata foi para o chinês Chenglong Zhang (15.675) e a medalha de bronze ficou com o esloveno Aljaz Pegan (15.325).

Na terça-feira, Daniele Hypólito e Caio Costa ficaram em sétimo lugar nas finais das barras assimétricas e das argolas, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.