Ginástica masculina começa treinar para Pré-Olímpico

A seleção brasileira masculina de ginástica artística deu início nesta terça-feira aos treinos visando o Pré-Olímpico do ano que vem, última chance de classificar equipe completa para os Jogos de Londres. Acompanhados de quatro treinadores, dez atletas ficarão treinando por mais de 20 dias em Arques, na França, e só viajam para Londres em 7 de janeiro, um dia antes da competição, que também serve como evento teste.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2011 | 17h45

Estarão em jogo no Pré-Olímpico as quatro últimas vagas por equipes nos Jogos Olímpicos de Londres. Participarão do evento as seleções classificadas entre o nono e o 16.º lugar no Campeonato Mundial do ano passado (as oito primeiras já estão classificadas para a Olimpíada). O Brasil é um dos favoritos a ficar com uma das vagas, uma vez que foi o 13.º em Tóquio e precisa subir apenas uma posição.

Dois brasileiros já estão garantidos nos Jogos de Londres: Diego Hypolito e Arthur Zanetti, que foram medalhistas no Mundial e conquistaram a vaga individual. Caso a equipe não se classifique, uma terceira vaga para o Brasil pode vir do Pré-Olímpico. Para tanto, é necessário que um brasileiro fique entre os 28 melhores individualmente, considerando apenas um por país.

Em Arques, os brasileiros treinam em dois períodos por dia e já planejam o Pré-Olímpico, no qual a estratégia da equipe será colocar cada ginasta em seu melhor aparelho. O coordenador da ginástica artística masculina, Leonardo Finco, está confiante com o trabalho na França. "Fomos muito bem recebidos. O ginásio oferece uma ótima estrutura e será muito importante para a nossa preparação."

A equipe brasileira tem 10 atletas, mas somente sete irão para o Pré-Olímpico. Arthur Zanetti, Francisco Barreto (ambos do Serc/Santa Maria), Diego Hypolito, Victor Rosa, Petrix Barbosa, Sérgio Sasaki (do Flamengo), Arthur Nory Mariano, Péricles Silva (do Pinheiros), Mosiah Rodrigues (do Grêmio Náutico União) e Caio Campos Souza (AABB) compõem a equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.