Ginástica quer Ibirapuera cheio para simular clima olímpico

Quarta modalidade mais procurada pelos brasileiros que se inscrevem para comprar ingressos para a Olimpíada de 2016, no Rio, a ginástica artística deverá ter casa cheia e intensa torcida pelos atletas nacionais. Não necessariamente, entretanto, isso será novidade para os ginastas brasileiros. Afinal, a expectativa é que o Ginásio do Ibirapuera fique cheio, entre 1 e 3 de maio, para a etapa de São Paulo da Copa do Mundo de Ginástica.

Estadão Conteúdo

24 de abril de 2015 | 18h25

"O evento no Ibirapuera será em um momento muito importante para nós, pois esperamos contar com o ginásio cheio, o que é fundamental para analisarmos a parte emocional dos ginastas com essa pressão que se repetirá no Rio", analisa o coordenador da seleção masculina, Leonardo Finco.

No feminino, a experimentação do clima olímpico é ainda mais importante, porque das quatro atletas que vão competir em São Paulo, duas estrearam no adulto apenas este ano. E uma terceira, Flávia Saraiva, vai fazer seu debute exatamente no Ibirapuera, depois de três medalhas nos Jogos Olímpicos de Juventude do ano passado.

"Será uma competição importante pela experiência que as ginastas terão com a torcida. Queremos testar o comportamento, ver como elas se sairão e o que é possível trabalhar para melhorar. Será o lançamento dessas meninas em um evento de alto nível no Brasil, mas elas estão bem preparadas", aposta Georgette Vidor, da seleção feminina.

"As meninas estão bem, melhorando a cada dia. As provas e os elementos estão mais difíceis. Elas estão um pouco ansiosas pela competição no Brasil, querendo fazer boas apresentações e conquistar resultados positivos", garante ela.

MUDANÇAS - Nesta sexta-feira, a CBG revelou que Arthur Nory Mariano está com dores no joelho e não vai competir em São Paulo, sendo substituído por Ângelo Assumpção. Caio Souza e Lucas Bittencourt no masculino, Julie Kim Sinmon, Mariana Oliveira e Milena Theodoro, no feminino, vão participar da Copa do Mundos sem participar da disputa por medalhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.