Ginetes deixam escapar medalha

Hipismo

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

22 de agosto de 2008 | 00h00

Desde Atlanta-1996 o hipismo brasileiro não voltava para casa sem medalha. Desta vez, ficou em jejum. Rodrigo Pessoa chegou perto do bronze, mas terminou em 5º lugar, com Rufus. Montando Bonito Z, a estreante Camila Mazza surpreendeu e liderou até a etapa final, mas ficou em 10º.Rodrigo, que participou de todas as conquistas olímpicas do hipismo nacional desde Atlanta, foi ao desempate pelo bronze com outros seis conjuntos. Zerou o percurso, mas seu tempo foi maior e, por isso, perdeu a medalha. O ouro foi para o canadense Eric Lamaze, a prata para o sueco Rolf-Goran Bengtsson e o bronze para a americana Beezie Madden.Camila Mazza, que se classificou em 38ª, foi à final na vaga de Bernardo Alves. O cavaleiro ficou de fora ao ser constatada presença de capisaicina, substância proibida, no exame antidoping de Chupa Chup 2. Foi o 4º cavalo da delegação a ficar de fora dos Jogos. Antes de começar a competir, a égua AD Picolien Zeldenrust, de Doda Miranda, sofreu uma lesão e impediu o melhor brasileiro do ranking de lutar por medalha. O cavalo Nilo, de Rogério Clementino - que seria o 1º negro brasileiro a competir na modalidade em Jogos -, e a égua Butterfly, de Fabrício Salgado, também não foram aprovados na avaliação veterinária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.