Glasgow e Berlim apresentam programa para o novo 'Campeonatos Europeus'

A partir de 2018, os campeonatos continentais de ao menos 13 modalidades vão acontecer de forma conjunta

Estadão Conteúdo

08 Fevereiro 2017 | 15h14

O programa da primeira edição do 'Campeonatos Europeus' foi apresentado nesta quarta-feira pelos organizadores da edição de 2018: as cidades de Berlim, na Alemanha, e de Glasgow, na Escócia. O nome, traduzido literalmente do inglês (European Championships) é no plural porque a competição consiste na união de campeonatos europeus de diversas modalidades.

A partir de 2018, a cada quatro anos, sempre nos anos pares que não têm Jogos Olímpicos de Verão, os campeonatos continentais de ao menos 13 modalidades vão acontecer de forma conjunta. Na primeira edição, estão confirmados atletismo, esportes aquáticos (natação, maratonas aquáticas, nado sincronizado e saltos ornamentais), ciclismo (pista, estrada, BMX e mountain bike), ginástica artística, remo e triatlo, além de uma competição de golfe por equipes.

O evento tem uma organização diferente dos fracassados Jogos Europeus, que aconteceram pela primeira vez em Baku, no Azerbaijão, em 2015, com repercussão muito aquém da esperada. A edição de 2019 está marcada para Minsk, na Bielo-Rússia, após Holanda e, depois, Rússia, aceitarem o evento e depois desistirem de organizá-lo.

Os Campeonatos Europeus de 2018 vão começar em 2 de agosto e terminarão 10 dias depois. Berlim receberá apenas a competição de atletismo, com todas as outras tendo como casa a capital da Escócia, que já recebeu os Jogos da Commonwealth em 2014.

De acordo com os organizadores, 3.025 devem competir em Glasgow, com outros 1.600 viajando a Berlim. As principais emissoras de TV da Europa devem transmitir a competição, que promete ter uma audiência acumulada de 1 bilhão de pessoas.

Mais conteúdo sobre:
Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.