Goiás ganha e põe mais pressão no Corinthians

O Goiás fez ontem a lição de casa contra o Fluminense e aumentou a pressão sobre o Corinthians - se quiser sair da zona de rebaixamento, o Alvinegro precisa vencer o Náutico hoje, no Recife. A partida no Serra Dourada foi movimentada, com oito gols (três de pênalti). No fim, 5 a 3 para o Goiás, que saltou para o 13º lugar, com 41 pontos. Goiânia viu o time carioca, bem à frente no Brasileirão (48 pontos), abrir o placar com Cícero, aos 35 minutos do primeiro tempo. Mas o Goiás reagiu e chegou ao empate aos 43 minutos, com Paulo Baier, e virou o placar aos 45, com Rinaldo. O Fluminense voltou embalado no segundo tempo. André Leone colocou a mão na bola e cedeu pênalti para o time carioca. Thiago Silva marcou e deixou o jogo igual novamente, 2 a 2. Em seguida, pênalti a favor do Goiás e Paulo Baier não desperdiça: 3 a 2. Paulo Henrique derrubou Luiz Alberto na grande área. Thiago Silva converteu a penalidade máxima e o Fluminense voltou a empatar, aos 18 do segundo tempo. Mas o Goiás não perdeu o pique. Wendell cruzou para Paulo Baier marcar, aos 37. Dois minutos depois, Júnior César fez um gol contra, ao desviar um cruzamento da esquerda, e a torcida do Goiás fez a festa: 5 a 3.Muitos gols também saíram no Engenhão, no Rio. Vindo de cinco derrotas, o Botafogo precisava vencer o Sport - e conseguiu. O alvinegro fechou o jogo em 3 a 1, gols de Lúcio Flávio, Dodô e Luciano Almeida. Reginaldo descontou para o Sport. A vitória levou o Botafogo à oitava posição, com 45 pontos. O Sport caiu para décimo, parado nos 43 pontos.

O Estadao de S.Paulo

21 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.