Goiás teme o ataque paulista

Como bloquear o ataque rápido corintiano? Esta é a maior preocupação do time do Goiás, na partida desta noite. O técnico Caio Júnior estuda, inclusive, marcação especial em Herrera e Dentinho. ''Pelo que vi, eles vêm fechados'', acredita Paulo Baier. ''Mas esse não é o maior problema e sim evitar tomar gols'', diz ele, que será armador.O time do Goiás, que vinha bem na disputa do Estadual, mas perdeu o jogo de ida das semifinais (3 a 1 para o Ituiutaba), teme novo tropeço. A torcida já pressiona a equipe e a crise pode se instalar em caso de resultado adverso. Contra a crise, time no ataque. Caio Júnior aposta num 4-4-2 ofensivo, com liberdade para Paulo Baier, Alex Dias e Schwenck.''Há reclamações pelo tropeço, mas estamos motivados e sabemos da importância que será, para nossas pretensões, vencer aqui'', fala Harlei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.