Gol polêmico coloca espanhóis na decisão do Mundial

Após uma partida polêmica, e que ainda deve render muitas reclamações, a Espanha venceu a Itália por 3 a 2 e conquistou uma vaga na decisão do Mundial de futsal. Atual bicampeã, a seleção espanhola enfrentará o Brasil, no domingo, às 10h30, no Maracanãzinho.A vitória dos espanhóis só se concretizou nos instantes finais do segundo tempo da prorrogação, quando Foglia marcou um gol contra. Alegando que o cronômetro já estava zerado quando a bola entrou, a seleção italiana pedia que o jogo fosse decidido nos pênaltis.Os espanhóis, por sua vez, comemoraram a infelicidade do adversário, e chegaram a deixar a quadra, rumo aos vestiários. Meia hora depois, foram chamados pela arbitragem para o encerramento formal da partida. Até a confusão, que teve influência direta no resultado, as duas seleções faziam um jogo equilibrado, e justificavam o fato de a partida ser uma reedição da final de 2004, em Taiwan. A Espanha abriu o placar aos 4 minutos do primeiro tempo, com o brasileiro Daniel Ibañez. Os italianos - que têm toda a equipe formada por brasileiros naturalizados - empataram aos 6 da segunda etapa, com Foglia. O empate prevaleceu até o fim do tempo regulamentar.Na prorrogação, mais um brasileiro marcou pela seleção espanhola. O pivô Fernandão, com um chute forte, cruzado, colocou os ibéricos novamente em vantagem. No desespero, a Itália tentou o empate usando um goleiro linha, e conseguiu. O improvisado Grana, a 1min44s do fim da partida, marcou o segundo gol italiano.Com a derrota, a Itália decide o terceiro lugar da competição contra a Rússia, às 10h30 de sábado, também no Maracanãzinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.