Goleada do ano passado mudou rumo dos 2 times

O primeiro reencontro de Corinthians e São Paulo no Pacaembu após a histórica goleada por 5 a 0 no ano passado reflete o impacto que aquela partida pelo Brasileiro teve nos dois clubes. Os corintianos, que ganharam força para embalar e vencer a competição, terão três desfalques hoje: Alex, Emerson e Liedson serão poupados. O Tricolor terá apenas um remanescente (o volante Wellington) daquele duelo, que deu início à série de tropeços no segundo semestre.

O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2012 | 03h02

A faxina no elenco do São Paulo para este ano deixou Emerson Leão à vontade para evitar qualquer comparação entre aquela partida e o clássico de hoje. "Aquele 5 a 0 pertence ao passado, são times diferentes", minimizou o técnico, que ontem recebeu o reforço do lateral-direito Douglas, ex-Goiás. Segundo ele, há poucas chances de se repetir um placar daqueles nos futuros confrontos. "Clássico não tem goleada. Quando isso ocorre é uma zebra muito grande."

Carrasco daquele jogo, com três gols, Liedson está fora. Jorge Henrique, que também deixou o seu, é dúvida para o clássico de hoje. Danilo, que abriu a goleada, tem presença garantida.

Entre os 13 são-paulinos que estavam no clássico de junho do ano passado, sete deixaram o clube e apenas Rogério Ceni (machucado), Bruno Uvini, Luiz Eduardo, Rodrigo Caio e Fernandinho (reservas), além de Wellington, continuam no Morumbi. No segundo turno do Brasileiro, o clássico terminou empatado sem gols.

A expectativa para o clássico é de 35 mil torcedores no Pacaembu. As bilheterias ficarão abertas até o meio-dia e os portões serão abertos a partir das 14 horas. A torcida do São Paulo tem entrada pelo portão 22.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.